quarta-feira, 11 de agosto de 2010

fragmentos.


É essa tu maneira de viver, que me tornou assim
Não sei quem és, nem ao menos como te apresentas
Somos tão desiguais e um sentimento que parece tão comum
Pensar em você me traz paz.

...

E agora preciso me acostumar com a idéia de que você foi embora
Preciso me desapegar dos endereços e das memórias
Com o seu Adeus eu jurei não olhar pra trás, mas confesso que não consegui,
As lembranças eram muitas e resolvi ainda te amar

2 comentários:

deh ramos disse...

ah, as lembranças.. sempre as lembranças..

Rebecca Lopez disse...

"Preciso me desapegar dos endereços e das memórias
Com o seu Adeus eu jurei não olhar pra trás, mas confesso que não consegui,
As lembranças eram muitas e resolvi ainda te amar"

li-me nesse trecho '-'

obrigada por continuar postando Mille